terça-feira, 8 de dezembro de 2009


Uma das muitas lembranças que tenho da minha amada avó Lygia é ela deitadinha na cama com o radinho de pilha prontinha pra dormir. Ela, suas irmãs, meu avô tinham esse hábito muito comum no tempo dos meus avós. Dormir ouvindo radinho de pilha. Quando eu era adolescente em Brasília só dormia ouvindo rádio FM, acho que por isso sei de cor todas as músicas românticas da humanidade, porque era isso que tocava nas madrugadas, um pouco de tempo depois mais adolescente dormia ouvindo hardcore, era a única coisa que acalmava a mente pertubada da minha adolescência, mas isso são outras histórias.
Hoje os radinhos não são mais a pilha, funcionam com energia solar, são flexíveis e podem ser guardados na carteira. Lindo!

Quer saber mais? via my cool

Nenhum comentário: